Ir para conteúdo
Bach - Schubert | Orquestra Metropolitana de Lisboa
21H00
02 outubro, 2021
AMAL - Associação Musical e Artística Lourinhanense

Bach - Schubert | Orquestra Metropolitana de Lisboa

Bach - Schubert
 
Orquestra Metropolitana de Lisboa
 
O acordeão está muito conotado com tradições populares. Seja em situações festivas ou de pendor nostálgico, o seu timbre penetrante faz com que nunca passe despercebido. Tal como os sopros e o piano, beneficiou de importantes melhoramentos técnicos no século XIX, mas só mais recentemente se afirmou como instrumento de repertório. Justifica-se assim recuar no tempo, atender obras emblemáticas da História da Música e emprestar-lhes uma leitura diferente. É nesse sentido que o acordeonista João Barradas nos propõe revisitar uma obra de J. S. Bach que conhecemos do cravo, mas que até foi originalmente composta para oboé d’amore. Dando início a um ciclo de concertos que coloca em diálogo as músicas de Bach e de Schubert, neste programa temos ainda a oportunidade de ouvir o quarto dos concertos dedicados ao Marquês de Brandeburgo e uma sinfonia a que chamamos Trágica em virtude dos contrastes expressivos que atravessa.
 
𝗝. 𝗦. 𝗕𝗮𝗰𝗵 Concerto Brandeburguês N.º 4
𝗝. 𝗦. 𝗕𝗮𝗰𝗵 Concerto para Tecla N.º 4, BWV 1055 (transc. acordeão)
𝗙. 𝗦𝗰𝗵𝘂𝗯𝗲𝗿𝘁 Sinfonia N.º 4, Trágica
 
   Solista: 𝗝𝗼𝗮̃𝗼 𝗕𝗮𝗿𝗿𝗮𝗱𝗮𝘀 (acordeão)
   Maestro: 𝗣𝗲𝗱𝗿𝗼 𝗡𝗲𝘃𝗲𝘀
 
Programa detalhado:
 
𝗝𝗼𝗵𝗮𝗻𝗻 𝗦𝗲𝗯𝗮𝘀𝘁𝗶𝗮𝗻 𝗕𝗮𝗰𝗵 (1685-1750) – Concerto brandeburguês N.º 4, em Sol Maior, BWV 1049 (1720)
17 ᴍɪɴ.
I. Allegro
II. Andante
III. Presto
 
𝗝𝗼𝗵𝗮𝗻𝗻 𝗦𝗲𝗯𝗮𝘀𝘁𝗶𝗮𝗻 𝗕𝗮𝗰𝗵 – Concerto para Teclas N.º 4, em Lá Maior, BWV 1055 (transc. acordeão) (1738)
15 ᴍɪɴ.
I. Allegro moderato
II. Larghetto
III. Allegro ma non tanto
 
𝗙𝗿𝗮𝗻𝘇 𝗦𝗰𝗵𝘂𝗯𝗲𝗿𝘁(1797-1828) – Sinfonia N.º 4, em Dó Menor, D. 417, Trágica (1816)
31 ᴍɪɴ.
I. Adagio molto - Allegro vivace
II. Andante
III. Minuetto: Allegro vivace
IV. Allegro